quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

AÇÕES DO PLANO DE AÇÕES ARTICULADAS - PAR EM ANDAMENTO



Estamos aguardando a construção da nova UMEI no Bairro Zé Araçá, para qual já foram repassados pelo FNDE duas parcelas no valor total de : R$ 664.999,98.
 Também está no sistema (SIMEC) o pleito para construção de duas escolas municipais, uma escola na zona urbana e outra na zona rural.
Está em andamento a aquisição de 3 ônibus (R$ 656.600,00), 26 ares condicionados (R$ 54.548,00), e foi adquirido e entregue carteiras e cadeiras escolares para Santa Rosa, Amélia Freire e 7 de Abril, no valor de R$ 50.236,40. Estes valores são depositados em conta aberta pelo FNDE e a Prefeitura executa a compra e entrega os produtos adquiridos.
Essa é uma parceria entre os entes federados que por meio do PAR atendem aos Estados e aos Municípios em suas necessidades.
O Governo Federal tem investido na Educação e, consequentemente os índices melhoram a cada diagnóstico feito, pois para educação de qualidade é necessário espaço e equipamentos também de qualidade.
 Estamos a todo vapor na Secretaria Municipal de Educação, pois o que colocamos no Plano de Ações articuladas – PAR, vem sendo atendido gradualmente pelo Governo Federal e o Município entra com a contrapartida.
Queremos e acreditamos que o ano de 2013 será mais um ano de Sucesso para a Educação Municipal em Jaciara.

LOTAÇÃO NAS ESCOLAS MUNICIPAIS EM DEZEMBRO


Dia 19/12/2012, aconteceu a Lotação dos professores da rede Municipal das 7 às 11 horas nas Unidades Escolares. No período da tarde foi feita outra reunião para lotação dos remanescentes nas dependências da Secretaria Municipal de Educação.



                                                     







MONITORAMENTO DO PDE INTERATIVO NO SEGUNDO SEMESTRE




O Planejamento é uma ferramenta gerencial utilizada com o propósito de auxiliar uma organização a realizar o seu trabalho; focalizar sua energia, assegurar que seus membros estejam trabalhando visando os mesmos objetivos, avaliar e adequar sua direção em resposta a um ambiente em constantes mudanças. Sendo assim, um Planejamento constitui um esforço disciplinado para produzir decisões e ações fundamentais que moldam e guia o que uma organização é o que fez e porque assim faz, com foco no futuro.
Sabemos que o PDE Interativo veio para auxiliar a escola a se organizar de maneira eficiente e eficaz, a concentrar esforços e recursos buscando parcerias a fim de promover a melhoria no desempenho acadêmico dos alunos além de estar mais fácil para elaborar as ações.
Os Diretores, coordenadores e professores vêem que a implantação do sistema trouxe mais agilidade no processo. A escola reflete sobre o seu significado, o desempenho que pretende atingir no futuro e como pode se organizar de maneira efetiva para  atingir as metas desejadas.
Entre os profissionais que participam da elaboração do PDE estão técnicos, diretores das escolas, membros do Comitê Estratégico, composto pelo Grupo de Sistematização e pelo Colegiado Escolar, que é a instância máxima para o acompanhamento e controle da execução do PDE, entre outros.
Todas as escolas municipais avaliam o PDE como sendo um instrumento de trabalho pertinente que organiza a escola e seus entornos tornando-a mais eficiente, prazerosa e atrativa.
As ações são propostas e monitoradas no decorrer do ano pela SMECD na pessoa da professora Helena que capacita, orienta e acompanha todo o trabalho.



quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

SMEC participa do Encontro do Proinfância em Cuiabá



Nos dias 13 e 14/12/2012, no Hotel Holiday Inn Express, aconteceu o Encontro do PROINFÂNCIA: Educação Infantil de Qualidade, Um direito da Criança. Estavam presentes: SEB, MEC, UNDIME, UNCME, CEE, Promotoria de Justiça da Infância e Juventude de Mato Grosso, Fórum de Educação Infantil, UFMT e UNEMAT, além dos municípios contemplados com o Proinfância e Secretários Municipais de Educação entre outros. Os temas tratados: O Proinfância no contexto da Política Nacional de Educação Infantil, Diretrizes Curriculares para Educação Infantil: espaços, tempos e materiais, Propostas Pedagógicas Municipais para Educação Infantil: experiência do saber, Construção da Proposta Pedagógica da Educação Infantil e Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Infantil. O objetivo do encontro foi além de verificar e orientar os municípios que foram contemplados com o programa, levantar sugestões e discussão para construção de uma Proposta Pedagógica para Educação Infantil. Palestrantes como Gabriel Gomes do FNDE e Carolina Velho do MEC discorreram assuntos importantíssimos e sanaram dúvidas dos municípios presentes. O encontro foi muito importante na medida em que orientou, sanou dúvidas e trouxe mais informações sobre o Pograma - Programa Nacional de reestruturação e Aparelhagem da Rede Escolar Pública de Educação Infantil além de ser o primeiro encontro para a Construção de Uma Proposta Pedagógica para a Educação Infantil. Neste evento também foi esclarecido sobre o Programa Nacional Brasil Carinhoso lançado este ano pela Presidenta Dilma.
O Brasil Carinhoso, que integra o Programa Brasil sem Miséria, é voltado para o combate à pobreza absoluta entre crianças de 0 a 6 anos. Agora, as ações do programa serão estendidas a crianças e jovens de 7 a 15 anos. O novo benefício deve vigorar a partir de 10 de dezembro.Com essa ampliação no programa, o investimento no Brasil Carinhoso vai saltar de R$ 2,2 bilhões para R$ 3,94 bilhões, segundo informações do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. De acordo com o governo, a extensão dos benefícios vai incorporar mais 7,3 milhões de pessoas, fazendo com que o total de brasileiros que serão abrangidos pela iniciativa salte de 9,1 milhões para 16,4 milhões.

O Brasil Carinhoso foi anunciado pela presidente Dilma em rede nacional de rádio e televisão e sancionado em outubro em cerimônia fechada à imprensa. "O Brasil dá um passo, refinando cada vez mais a sua política social", afirmou na ocasião. Representantes da SMECD (professora Adelaine - Coordenadora da Educação Infantil e professora Helena - Coordenadora dos Programas do MEC/FNDE) estiveram participando do encontro para trazer mais informações e melhorias no âmbito da Educação Infantil na rede Municipal.








terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Comitê se reune para Avaliar o Plano de Ações Articuladas - PAR

Nesta terça-feira (11/12/2012) o Comitê do PAR se reuniu com a intenção de realizar uma Avaliação do Plano de Ações articuladas 2011-2014. Participaram da reunião representantes do SINTEP, Pais, Professores, Conselho Tutelar, Diretores e da SME. Foi realizado levantamento das ações e verificou-se que da Dimensão 1-Gestão: 45 ações foram realizadas, 26 estão em andamento e 23 ações não foram realizadas. Dimensão 2: Formação: 15 ações realizadas, 17 em andamento e 21 não realizadas. Dimensão 3: Práticas Pedagógicas: 13 ações realizadas, 16 ações em andamento e 7 não realizadas. Dimensão 4: Infraestrutura e Recursos Pedagógicos: 2 ações realizadas, 17 ações em andamento e 58 não realizadas. O grupo constatou o repasse de verbas para o Município para a realização de algumas ações de aquisição de mobiliários e outra para adequação/acessibilidade de 3 escolas municipais.

Finalizando, o comitê tem feito sua parte, acompanhado o decorrer do processo, registrado em ata os encontros/reuniões e verificado documentos disponíveis.




quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Olimpíadas de Língua Portuguesa


SECRETARIA MUNICIPAL DE JACIARA E ASSESSORIA PEDAGÓGICA ENCERRA A ETAPA MUNICIPAL DA 3ª EDIÇÃO DA OLIMPÍADAS DA LINGUA PORTUGUESA – ESCREVENDO O FUTURO SENDO CONTEMPLADO  PELOS FINALISTAS POR UM SARAL DE GÊNEROS LITERÁRIOS.

 

A 3ª Edição  da Olimpíadas da Língua Portuguesa –Escrevendo o Futuro, envolveu 100% das escolas públicas de Jaciara, representando mais uma ferramenta na Formação de leitores e escritores, do presente e do futuro. Com o tema “o lugar onde Vivo” foi desenvolvido os gêneros literários: Poemas, Memórias Literárias, Crônica e Artigo de Opinião, envolvendo alunos do 5ª Ano ao Ensino Médio. Este processo iniciou com a capacitação dos professores para que todos se sentissem engajados na proposta de preparar os educandos para conhecer seu meio social e dele tirar elementos para seu crescimento social e cognitivo, bem como soltar a imaginação, o senso crítico e toda magia que a escrita proporciona através do tema “O Lugar Onde Vivo”.

Tendo Jaciara e São Pedro da Cipa o “lugar onde vivemos”, como objeto de pesquisa, os alunos trouxeram um universo de questões que nos remetem algumas reflexões sobre os municípios envolvidos: questões ambientais, um olhar apurado para as histórias de vida, que muitas vezes são ocultadas no dia-a-dia, homenagens às pessoas queridas, problemas sócio econômicos, políticas enfim, as diversidades encontradas na cidade.

A tarde foi um verdadeiro “sarau literário”, com a mensagem de cada aluno que pôde ler seus Poemas, Memórias Literárias, Crônicas e Artigo de Opinião. Além de contarmos com o apoio dos familiares, professores, coordenadores e diretores, que viram seus esforços refletidos nos textos lidos. E são nas oportunidades que descobrimos talentos e abrimos porta para um futuro melhor. As autoridades presentes  ressaltaram em suas falas o destaque de Jaciara nos trabalhos educacionais, não somente nas Olimpíadas da Língua Portuguesa, mas também nas Olimpíadas de Matemática, que tivemos a Escola Estadual São Francisco, contemplada com medalha de Bronze a nível Mato Grosso, no IDEB, entre outros. Graças ao trabalho das escolas, principalmente dos professores que são os mediadores do conhecimento, bem como da União do Estado e demais parceiros e familiares.

Dessa forma, a Olimpíadas da Língua Portuguesa- Escrevendo o Futuro contribuiu para que escolas e professores pudessem rever os métodos convencionais de ensino de escrita e empregassem a empregar métodos que mobilizassem seus alunos para a produção e aperfeiçoamento de textos. Além disso, identificar, valorizar e divulgar textos que mostrem a competência dos alunos da escola pública no uso da Língua Portuguesa. E aos mestres nossos agradecimentos pelo resultado apresentado à comunidade nesta tarde de 30 de novembro de 2012.


 


 
 
 
 
 
 
 
 

Wanderlucy Batista Ferreira- Coordenadora do Ensino Fundamental- SMECDL/Jaciara

 

 

Contagem de Pontos na Rede Municipal

Todos os professores da rede municipal de ensino, estão realizando sua contagem de pontos hoje (06/12/2012) em suas unidades escolares. Das 7 as 11 horas e das 13 as 17 horas, uma equipe estará fazendo a contagem de pontos nas Escolas. Os Certificados válidos para pontuação são a partir do ano de 2008 e, além disso, publicação de artigos, participação em Conselhos e tempo de rede também são contados. Está previsto para o dia 19/12/2012 a lotação nas unidades escolares, somente no período da manhã das 7 as 11 horas. Após a lotação, a segunda etapa será na Biblioteca Municipal, no mesmo dia 19 as 13 horas entrega das aulas livres na SMECD. As 15 Horas atribuição de classes para os professores efetivos e estáveis e remanescentes da primeira etapa (escola), conforme Portaria 008/2012/SMECD/JACIARA/MT. Neste ano, houve algumas alterações na Normativa como por exemplo: contagem de pontos e lotação em dezembro, rematrículas em novembro e matrículas em dezembro.  O início das aulas também já está definido no Calendário Escolar de 2013, que é dia 04/02/2013.

NTM: ESPAÇO DE FORMAÇÃO EM JACIARA

 Aconteceu neste dia 05/12/2012, as 18 horas, nas dependências do IFET, a entrega de Certificados aos cursistas do Núcleo Tecnológico Municipal - NTM de Jaciara. A Coordenadora professora Elisangela, deu abertura ao evento com uma mensagem para reflexão: O que será daqui a 15 anos? Em sua fala ressaltou que a cada dia, a tecnologia toma conta de todos os espaços que conhecemos e as novas gerações já nascem dentro deste processo. Existe uma necessidade premente para aqueles que ainda não se enquadraram neste "novo" tempo, que se atualizem e adquiram conhecimentos tecnológicos. Elogiou e parabenizou todos os que concluíram os cursos. A Secretária Municipal de Educação, professora Lúcia Marcidelli, ressaltou a importância do NTM na cidade, o seu propósito de atender todo Vale do São Lourenço e capacitar todos os professores além da comunidade. O NTM foi criado com o objetivo de capacitar tecnologicamente os professores e consequentemente aprimorar sua prática pedagógica. Os LIs - Laborátórios de Informática, foram implantados em todas as Escolas da rede municipal e o sistema operacional das máquinas é o LINUX e nem todos têm conhecimento deste sistema. Sendo assim, além de capacitar os cursistas para operacionalizar o LINUX, também vieram outros cursos como: Informática Básica, TICs na Educação, Elaboração de Projetos entre outros.  Logo após a entrega dos Certificados, houve uma pequena confraternização com o pessoal presente.


 









terça-feira, 4 de dezembro de 2012


ABERTURA DE POSSE DA ASSOCIAÇÃO DOS DEFICIENTES VISUAIS DO VALE DO SÃO LOURENÇO

 

A educação inclusiva tem sido um marco balizador das possibilidades de construção de uma sociedade mais justa, cooperativa e solidária, capaz de ampliar o sentido da vida pelo reconhecimento da alteridade, redimensionando o ser, para nele caber o outro.

É importante salientar que o contexto no qual está inserido a pessoa com deficiência é fundamental para seu desenvolvimento e enfrentamento dessa situação. O incentivo à participação e à atividade dessas pessoas na sociedade é muito importante e para que isso aconteça precisamos considerar a oferta de produtos e tecnologias que facilitem sua inclusão social. Uma pessoa com deficiência visual pode usar normalmente um computador desde que ele possua um software leitor de tela e utilizar os livros acessíveis que são recursos fundamentais para que ela tenha acesso à informação escrita, sejam eles didáticos, de ficção, religiosos, etc. Um ambiente que prevê acessibilidade às pessoas com deficiência, que elimina barreiras de convivência e oportuniza a participação social.

No dia 13 do mês de novembro deste corrente ano, foi instalada a Associação dos Deficientes Visuais do Vale do São Lourenço que funcionará provisoriamente nas dependências da Biblioteca Pública de Jaciara.

Este ato tem como objetivo criar um espaço para ofertar livros em Braille e falados, CD, DVD e software para utilização da demanda de forma presencial ou de empréstimo.

A associação estará pleiteando junto às instituições apoiadoras, a médio prazo, um espaço próprio, os equipamentos, as tecnologias assistivas e alternativas, bem como, os recursos humanos para o pleno funcionamento.

 

O dever nasce da exata compreensão da responsabilidade que nos cabe em relação às luzes que de Deus recebemos.

Somente quem se move com os olhos do coração é capaz de ver aquilo que os que veem nem sempre conseguem enxergar.

Nos conhecemos pela voz e pelo aperto de mão, mas o elo que nos une à causa está permeado de sentidos e sonhos. A realização dos sonhos depende de nossa consciência da nossa mobilização e do nosso cuidado com a educação de todos para todos. A esperança é o alimento que sustenta os sonhos. Continuemos juntos para efetivar cada vez mais uma política inclusiva propositiva para o Vale do São Lourenço.

 

Professora Marlene








Pessoas com Deficiência e o Programa BPC na Escola
 

            O que é BPC na escola?

            O BPC na escola é o Programa de Acompanhamento e Monitoramento do Acesso e Permanência na Escola das Pessoas com Deficiência beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada (BPC). Tem como prioridade as pessoas com deficiencia beneficiarias do BPC, com idade até 18 anos.
            O BPC é um direito constitucional que não pode ser acumulado com outro benefício no âmbito da seguridade social, salvo o da assistência médica e no caso de receber pensão especial de natureza indenizatória. É individual e intransferível, não vitalício (revisão a cada 2 anos), não contributivo, com orçamento definido e regras próprias. Pessoa com deficiência, de qualquer idade, entendida como aquela que apresenta impedimento de longo prazo de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, ou quais em interação com diversas barreiras podem obstruir sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com as demais pessoas, cuja renda mensal bruta familiar per capita  seja inferior a um quarto do salário vigente.

            Também pode ser beneficiário do BPC, a pessoa com deficiência, observados os critérios estabelecidos na legislação, que não recebe qualquer outro benefício no âmbito da seguridade social ou de outro regime, nacional ou estrangeiro.

 Qual é o objetivo do BPC na escola?

            Promover a elevação da qualidade de vida e dignidade das pessoas com deficiência e beneficiárias do BPC, preferencialmente de 0 a 18 anos de idade, garantindo-lhes acesso e permanência na escola, por meio de ações articuladas da área de saúde, educação, assistência social e direitos humanos.

 Como funciona o Programa BPC na Escola?

·                     Identifica os beneficiários do BPC de 0 a 18 anos, que não estão frequentando a escola;

·                    Identifica barreiras que impedem o acesso e a permanência na escola da criança/adolescente com deficiência beneficiaria do BPC;

·                    Realiza estudos e desenvolve estratégias conjuntas e cooperativas para a superação dessas barreiras;

·                    Realiza acompanhamento sistemático das ações implementadas por meio do Programa nos estados e municípios;

Com o objetivo de efetivar a política de inclusão no município, estivemos nos dias 12, 13, e 14 de novembro em Cuiabá na formação de gestores e técnicos envolvidos no acompanhamento e monitoramento do acesso e permanência dos beneficiários na escola.

No seguimento da educação esteve participando a professora Marlene Gaio dos Santos, especializada em Ensino Especial pela UFMT/MT.






 
Texto escrito pela Professora Marlene Gaio dos Santos